Injeções intravítreas de anti-angiogênicos para DMRI

Uma das formas de tratamento para os casos mais avançados da degeneração macular relacionada à idade (DMRI), onde o paciente observa uma  mancha escura no centro da visão é a aplicação periódica de injeções intraoculares de medicamentos anti-angiogênicos.

O uso de medicamentos anti-angiogênicos ou anti-VEGF via injeção intravítrea trouxe uma nova perspectiva para o tratamento de algumas patologias nos últimos anos. Dentre as medicações disponíveis na literatura médica podemos citar: Ranibizumabe (Lucentis ®) e Aflibercept (Eylea®). Outra droga chamada Bevacizumabe (Avastin®), também usada “off-label” no tratamento da DMRI neovascular tem  apresentado bons resultados.

A grande maioria dos pacientes que sofre da forma avançada de DMRI pode ser submetida ao tratamento. A única exceção refere-se  aos pacientes com infecções oculares do tipo blefarite e conjuntivite. Essas situações, no entanto, são raras, e uma vez controlada a infecção, o tratamento intraocular pode ser instituído.