Desconforto causado pelo uso das lentes de contato

Desconfortos com o uso das lentes de contato são comumente relatados pelos pacientes. “Mas não há razão para parar de usar as lentes ou para sofrer em silêncio. É provável que uma mudança de lentes, de produtos de higiene ou de hábitos diários possa fazer com que o paciente se sinta muito mais confortável usando as lentes de contato”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Para determinar com precisão as causas específicas do desconforto em relação às lentes de contato e as soluções adequadas, é preciso que o paciente consulte um oftalmologista.“A consulta médica é importante para que o oftalmologista descarte a possibilidade de que o desconforto possa ser um problema mais grave. Às vezes, uma pequena irritação provocada pelas lentes de contato, se não tratada, pode evoluir para um problema mais sério e ocasionalmente colocar a visão em risco”, diz Virgílio Centurion.

Problemas comuns quando o assunto são as lentes de contato

  • Por causa das lentes de contato, meus olhos estão vermelhos, doloridos e inchados.

“Se o paciente sentir qualquer um dos sintomas mencionados, deve parar de usar as lentes de contato imediatamente e consultar um oftalmologista. Estes sintomas podem ser sinais de um problema sério. As lentes de contato não podem ser usadas se os seus olhos não estão saudáveis”, explica a oftalmologista Meibal Junqueira (CRM-SP 131.404), que também integra o corpo clínico do IMO.

  • Meus olhos ardem quando eu coloco minhas lentes de contato.

“Certamente isso não deveria acontecer. Se acontece é porque o paciente, mesmo involuntariamente, está contaminando suas lentes. As lentes de contato retêm substâncias que entram em contato com a pele, tais como loções, sabonetes, hidratantes, perfumes, óleos alimentares e cosméticos. Estas substâncias podem criar uma sensação de queimação ao entrarem em contato com os olhos. Portanto é importante limpar bem as mãos antes de tocar nas lentes de contato ou nos olhos. Se o problema persistir, o paciente deve procurar seu oftalmologista para verificar se existe outra alternativa terapêutica, como por exemplo,  fazer uso de lentes de contato diárias descartáveis, que diminuem os riscos de contaminação”, diz Meibal Junqueira.

  • Quando uso minhas lentes de contato, sempre sinto que algo está incomodando meus olhos.

“Quando o paciente sente frequentemente que há ‘algo nos olhos’, quando faz uso das lentes, isto significa que as lentes não estão bem adaptadas. Se as lentes apresentam o diâmetro errado, provavelmente o paciente terá esta sensação permanente que ‘algo’ está sempre em seu olho. Se as lentes são muito planas, as pálpebras tendem a desalojá-las quando o paciente pisca. Lentes de tamanho errado podem causar alteração na córnea.  O uso frequente  da lente também pode resultar em depósitos de proteínas e/ou lípidios sobre as lentes, problema que pode ser solucionado com a limpeza adequada das mesmas. Para solucionar o problema,  o oftalmologista pode recomendar uma mudança da solução de limpeza  das lentes de contato ou a mudança para lentes diárias descartáveis”, explica a oftalmologista.

  • Eu bebo muito café e / ou álcool e / ou fumo. Terei problemas com as lentes de contato?

“Se a dieta do paciente inclui muita cafeína ou álcool ou se ele não bebe água suficientemente, seus olhos podem ficar muito secos, impossibilitando o uso de lentes de contato. ‘Olhos secos’ também podem causar outros problemas, tais como movimentos involuntários dos olhos, que impossibilitam o uso das lentes. Mudanças na dieta podem ajudar. O oftalmologista também pode recomendar o uso do óleo de linhaça ou de outros suplementos nutricionais para melhorar a lubrificação ocular. Se o paciente fuma, já está em maior risco de sofrer com a síndrome do olho seco, bem como com outros problemas oculares”, conta a médica.

  • Eu estou tomo medicamentos controlados, posso usar lentes de contato?

“Diversos medicamentos podem causar ‘secura’ nos olhos, especialmente os anti-histamínicos ou medicamentos usados para controlar a pressão arterial. Se for uma situação de curto prazo, é possível considerar o uso de colírios ou temporariamente descontinuar o uso das lentes de contato. Se os olhos secos do paciente são causados por medicamentos que ele toma continuamente, o oftalmologista pode recomendar suplementos de óleo de linhaça, oclusão do ponto lacrimal ou ainda a troca das lentes de contato”, diz a oftalmologista Meibal Junqueira.

  • Quando coloco as lentes de contato, meus olhos ficam secos.

“Se os sintomas de secura são apenas ocasionais, o oftalmologista pode prescrever colírios lubrificantes. Se a frequência da secura é mais do que ocasional, o oftalmologista pode recomendar lentes de contato diferentes, que se adaptem melhor às pessoas com olhos secos”, informa Meibal Junqueira.

  • Eu não consigo usar minhas lentes de contato da maneira que eu gostaria.

“O desconforto no final do dia tem sido um desafio para os usuários de lentes de contato. Uma verdadeira revolução nesta área são as lentes de silicone hidrogel. Essas lentes de nova geração são mais suaves e proporcionam uma maior oxigenação dos olhos do que as lentes tradicionais. Outra estratégia para combater a secura dos olhos relacionada ao uso das lentes de contato é a mudança para uma lente de contato mais macia, que tenha um menor teor de água. Lentes com alto teor de água desidratam-se mais facilmente em um ambiente seco, causando desconforto. Mudar para lentes de contato mais macias de gás-permeável também pode reduzir os sintomas da secura”, diz a oftalmologista do IMO.

  • Eu tenho alergias, posso usar lentes de contato?

“Se o paciente já tem algum tipo de alergia conhecida, as lentes de contato podem coletar irritantes do ambiente que irão afetar os olhos. Manter as lentes limpas pode ajudar, o que significa, que quem já tem alergia deve redobrar os cuidados com a limpeza das lentes ou optar por usar lentes de contato descartáveis diárias. O oftalmologista pode ajudar neste processo, tratando a alergia ocular, que pode provocar prurido e problemas como movimentos involuntários dos olhos”, explica a médica.

  • Eu não sigo as instruções de cuidados em relação às lentes de contato que foram prescritas pelo médico.

“É extremamente importante que o paciente siga as recomendações do oftalmologista sobre o uso e a limpeza das lentes de contato. Lentes com impurezas, que não foram limpas adequadamente, não são confortáveis e podem gerar outros problemas oculares. Se o paciente usa lentes de contato que devem ser trocadas depois de duas semanas, ele não deve usá-las por mais tempo do que isso. O mesmo se aplica às lentes diárias descartáveis”, ensina Meibal Junqueira.

  • Eu uso o computador por muito tempo e as lentes me incomodam.

“Se o paciente passa muito tempo diante do computador, pode experimentar secura, fadiga ocular, movimentos involuntários dos olhos ou vermelhidão. Uma das causas para tamanho desconforto é a diminuição das piscadas, que ajudam a lubrificar os olhos, diante da tela do computador. Há muitas coisas que o oftalmologista irá considerar se ele suspeita que o paciente tem a Síndrome da Visão do Computador, um termo genérico para indicar desconforto ocular e problemas de visão decorrentes do uso do computador, tablet ou smartphone”,  informa a oftalmologista do IMO.