Tratamento com laser reduz moscas volantes

Os pacientes relataram melhora nos sintomas das moscas volantes após o tratamento com laser, de acordo com um estudo publicado pelo JAMA Ophthalmology.

“As moscas volantes tornam-se mais prevalentes com a idade e, embora a maioria dos pacientes se acostume com elas, muitos as consideram incômodas e julgam que elas afetam a qualidade visual. Existem três opções para a gestão das moscas flutuantes: educação e observação do paciente; cirurgia; e o procedimento a laser YAG, vitreólise, sobre os quais existem estudos publicados sobre sua eficácia”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion, diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Os autores do estudo recente atribuíram aleatoriamente 52 pacientes (52 olhos) para receber a vitrólise de laser YAG (n = 36) em uma sessão ou uma farsa (placebo) de tratamento a laser (controle; n = 16).

“Seis meses após o tratamento, o grupo YAG relatou melhora significativamente maior no distúrbio visual auto-relatado relacionado às moscas volantes (54%) em comparação com os controles simulados (9%). Um total de 19 pacientes (53%) no grupo laser YAG relataram sintomas significativos ou melhorados completamente contra 0 indivíduos no grupo simulado. Várias medidas de qualidade de vida também melhoraram em comparação com as do grupo laser simulado, incluindo visão geral e independência. Não foram identificadas diferenças nos eventos adversos entre grupos”, afirma o oftalmologista Juan Caballero, que também integra o corpo clínico do IMO.

Uma limitação do estudo foi o pequeno tamanho da amostra e o curto período de acompanhamento. “Uma maior confiança nesses resultados pode resultar de estudos confirmatórios maiores de duração mais longa”, escrevem os autores.