Cirurgias de Retina e Vítreo

imo icones cirurgias 01

Cirurgias para doenças relacionadas à Retina e Vítreo

Tratamento para o buraco macular

Consiste na realização da cirurgia Vitrectomia Posterior Via Pars Plana, com injeção de um gás especial dentro do olho, com o intuito de aliviar as forças tracionais, que estão sendo exercidas sobre a mácula, para assim ocorrer o fechamento do buraco. Quanto mais precocemente operar, maior será a recuperação da visão. Geralmente, pacientes operados com menos de 6 meses de história tem maior chance de recuperar a visão. O gás tende a permanecer dentro do olho por 2 semanas a 2 meses, a depender do tipo do gás que foi utilizado.

O paciente deve ficar em posição olhando para baixo por 7-10 dias. Importante ressaltar que é proibido viajar de avião ou mudar para altitudes maiores, pois o gás pode expandir e aumentar a pressão do olho causando complicações sérias.

Tratamento para o descolamento de retina

Existem 3 tipos de cirurgia para tratamento do Descolamento de Retina, que são Retinopexia Pneumática, Introflexão Escleral e Vitrectomia Posterior. Cabe a seu cirurgião optar, de acordo com o tipo de descolamento, qual a melhor técnica cirúrgica a ser adotada.

Retinopexia Pneumática: consiste na injeção de gás dentro do olho para que este obstrua o buraco ou a rasgadura que causou o descolamento, impedindo a passagem de líquido por ela e, com isso, propicia a adesão da retina. O gás fica dentro do olho por alguns dias e é absorvido pelo próprio organismo. É importante, nestes casos, que o paciente não viaje para altas altitudes ou de avião, pois o gás tem a capacidade de se expandir e, assim, aumenta a pressão do olho. Neste tipo de cirurgia o paciente tem que ficar em uma determinada posição segundo orientação médica por aproximadamente 2 semanas. Se a retina não colar com este tipo de técnica então será necessária a realização de introflexão escleral ou vitrectomia posterior.

Introflexão escleral: é utilizada de forma isolada ou associada a vitrectomia posterior. Esta cirurgia tem a finalidade de suturar ao redor do olho um implante de silicone, com o objetivo de estimular a formação de cicatriz que provoque aderência à retina. Algumas vezes, o vítreo pode se retrair e ser a causa principal do descolamento. Neste caso, a conduta é uma cirurgia para retirada do vítreo conhecida como vitrectomia.

Vitrectomia: Geralmente ela é referida como Vitrectomia Posterior Via Pars Plana ou Vitrectomia Posterior. Consiste na realização de pequenas incisões na parede ocular para a introdução de instrumentos dentro do olho e, com isso, realiza-se a retirada parcial ou total do gel vítreo, e qualquer tecido que esteja repuxando a retina e causando seu descolamento. Ao final da cirurgia, coloca-se ar, gás, líquido ou óleo de silicone no espaço vítreo. A cirurgia é realizada com anestesia local e sedação, com alta imediata. O repouso pós-operatório é extremamente importante na primeira semana. A recuperação visual é lenta e, em alguns casos, é necessário realizar mais de uma cirurgia para um melhor resultado funcional. O sucesso é diretamente proporcional ao diagnóstico precoce e à extensão e gravidade da lesão.

Últimos conteúdos do IMO

Fale pelo WhatsApp
Precisa de ajuda? Fale conosco.
Olá tudo bem?
Como podemos te ajudar hoje?